Aprenda a fazer um delicioso e saudável Ketchup!

Você já se perguntou como é feito um molho Ketchup? Ou quais ingredientes vão nele além do Tomate?

Infelizmente, se ldennis-klein-129931ermos a maioria dos rótulos dos Ketchups que compramos nos supermercados veremos duas palavras que não são muito bem explicadas ali, os condimentos e conservantes. Elas fazem referência a uma série de compostos químicos sintéticos ou em outras palavras não encontrados na natureza.

Dessa forma, aquelas letrinhas e números esquisitos (INS321, INS211 ou INS621) que mais se parecem com nomes de robôs de filmes de ficção científica e se tornam um grande mistério para a maioria das pessoas, nada mais são do que aditivos artificiais usados para não permitir a manifestação de microrganismos, melhorar a aparência, sabor, textura, etc…

A ciência ainda não definiu muito bem se estas substancias podem fazer algum mal ou estarem associadas a certas doenças. Porém, o que se sabe com certeza é que bem elas não fazem!

Agora me responda uma coisa, se você tiver a opção de consumir algo muito saboroso, com uma aparência fantástica, com a certeza de estar beneficiando a sua saúde e conhecendo todos os ingredientes que está ingerindo, você ainda daria preferência por algo tão desconhecido e duvidoso?

Pensando nisso e lembrando que na semana passada o blog do Quintal Urbano passou dicas certeiras para você cultivar lindos tomates, voltamos nessa semana para propor que você viva sua experiência de cultivo produzindo o seu próprio Ketchup!

Saudável, muito mais saboroso do que aqueles comprados e com a alegria de bons momentos que o ato de cozinhar pode trazer.

Para isso você precisará de:

  • 1,5 kg de tomate de preferência o tipo Italiano e bem maduro
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de semente de cominho moída
  • 1 colher (chá) de semente de erva-doce
  • 1 colher (chá) de gengibre ralado
  • 1 pitada de cravo-da-índia em pó
  • 3 colheres (chá) de sal
  • ½ xícara (chá) de água
  • ½ xícara (chá) de vinagre de vinho branco
  • ½ xícara (chá) de açúcar mascavo

Após reunir todos os ingredientes, retire a casaca e sementes dos tomates e pique-os. Pique também a cebola e os dentes de alho e refogue-os no azeite até dourarem. Acrescente o semente de cominho moída, a erva-doce, o gengibre, o cravo-da-índia e o sal. Introduza os tomates e a água, misture e deixe cozinhar por mais 20 minutos em fogo baixo ou até reduzir pela metade.

Passando isso, coloque tudo no liquidificador e bata até o molho ficar bem liso. Retorne-o para a panela, coloque o açúcar e o vinagre. Quando ferver baixe bem o fogo deixando cozinhar por mais 10 minutos e mexendo de vez em quando. Ao fim, deixe esfriar em temperatura ambiente, depois passe para geladeira num recipiente esterilizado.

Agora é só degustar o seu delicioso molho Ketchup!

Cozinhar é um ato de amor, liberdade e felicidade. Aproveite bons momentos na cozinha se divertindo e cuidando das pessoas que você mais ama, lembrando que uma delas sempre será você mesmo!

Bons cultivos!

Anúncios

Qual será a cultivar do mês de Novembro?

 

Acertou quem pensou no Tomate, um dos símbolos da culinária italiana!

 

Lá conhecido como Pomodoro ou pomi d’ oro “maçã dourada”, o melhor amigo do spaghetti, da pizza e de tantas outras pastas dessa rica cultura não é de origem italiana, tampouco europeia. Nosso querido vermelhinho tem sua origem na região da Cordilheira dos Andes aqui na América do Sul. Existe uma crença antiga daqueles povos de que quem consumir suas sementes será agraciado com poderes de adivinhação.

Se é fato que o Tomate nos confere tais poderes, a ciência ainda não conseguiu provar. Todavia, que ele é rico em Licopeno (substancia que previne o câncer de próstata) entre outros diversos nutrientes isso ela garante!

Além disso, você sabia que esse delicioso e saudável cultivar que vai bem como um belo molho, recheado e assado ao forno ou fatiado cru na salada só se deixa ser descoberto em todos os seus aromas e perfumes por aqueles que o consumirem colhido maduro direto do pé?

Infelizmente, o Tomate que compramos na maioria dos supermercados ou mercearias precisa ser colhido ainda verde. Isso ocorre porque no tempo entre a colheita e a venda ele continua amadurecendo. Assim, se for colhido maduro provavelmente ira apodrecer antes mesmo que você o consuma.

Está aí um belo motivo para você iniciar o cultivo dos seus próprios Tomates, pois eles podem crescer até mesmo dentro de um apartamento!  Assim como o sabor que é mais intenso quando colhido maduro, os nutrientes também atingem níveis maiores.

Do pequenino Cereja, ao graúdo Caqui todas variedades cultivadas a partir dos mesmos ancestrais, ele pertence ao Gênero Solanum e por mais que lhe pareça estranho é um primo bem próximo da Batata.

Quer saber mais sobre dicas de cultivo, gastronomia, saúde entre outras curiosidades legais do Tomate? Então fique ligado no nosso blog que novembro é o mês dele!

Bons cultivos!