Qual será a cultivar do mês de Novembro?

 

Acertou quem pensou no Tomate, um dos símbolos da culinária italiana!

 

Lá conhecido como Pomodoro ou pomi d’ oro “maçã dourada”, o melhor amigo do spaghetti, da pizza e de tantas outras pastas dessa rica cultura não é de origem italiana, tampouco europeia. Nosso querido vermelhinho tem sua origem na região da Cordilheira dos Andes aqui na América do Sul. Existe uma crença antiga daqueles povos de que quem consumir suas sementes será agraciado com poderes de adivinhação.

Se é fato que o Tomate nos confere tais poderes, a ciência ainda não conseguiu provar. Todavia, que ele é rico em Licopeno (substancia que previne o câncer de próstata) entre outros diversos nutrientes isso ela garante!

Além disso, você sabia que esse delicioso e saudável cultivar que vai bem como um belo molho, recheado e assado ao forno ou fatiado cru na salada só se deixa ser descoberto em todos os seus aromas e perfumes por aqueles que o consumirem colhido maduro direto do pé?

Infelizmente, o Tomate que compramos na maioria dos supermercados ou mercearias precisa ser colhido ainda verde. Isso ocorre porque no tempo entre a colheita e a venda ele continua amadurecendo. Assim, se for colhido maduro provavelmente ira apodrecer antes mesmo que você o consuma.

Está aí um belo motivo para você iniciar o cultivo dos seus próprios Tomates, pois eles podem crescer até mesmo dentro de um apartamento!  Assim como o sabor que é mais intenso quando colhido maduro, os nutrientes também atingem níveis maiores.

Do pequenino Cereja, ao graúdo Caqui todas variedades cultivadas a partir dos mesmos ancestrais, ele pertence ao Gênero Solanum e por mais que lhe pareça estranho é um primo bem próximo da Batata.

Quer saber mais sobre dicas de cultivo, gastronomia, saúde entre outras curiosidades legais do Tomate? Então fique ligado no nosso blog que novembro é o mês dele!

Bons cultivos!

Deixe uma resposta